Bio

Ticiano Paludo é produtor musical, compositor, sound designer, remixer, professor universitário e pesquisador Graduado (1998) em Comunicação Social – Habilitação em Publicidade e Propaganda pela PUCRS/FAMECOS, Mestre em Comunicação Social (2010), e Doutor em Comunicação Social (2017) pela mesma instituição. Atualmente é professor das disciplinas de Produção em Áudio Publicitário: linguagem, Teorias da Comunicação (linguagem na publicidade), Promoção e Ativação de Marcas e TCC II (FAMECOS/PUCRS) e das disciplinas de Criação Publicitária em Áudio, Produção em Áudio, Arte Estética Contemporânea, Semiótica, Empreendedorismo e Prospecção e TCC II (FACCAT/RS). Leciona, também, a disciplina de Processos de Co-criação no curso de Especialização em Branding de Co-criação (FAMECOS) e a disciplina de Comunicação nos Processos de Inteligência Competitiva no curso de Especialização em Inteligência Competitiva e de Mercado (FACE/PUCRS). Ministra, regularmente, na PUCRS, o Curso de Extensão em Produção Musical, pelo qual já passaram mais de 200 alunos.

 

 

Mais um pouco de história

Ticiano Paludo começou sua carreia de produtor com a extinta banda de rock pesado Titânio. Ele exerceu essa atividade entre 1989-1993, conseguindo, entre outras conquistas:


* ser uma das primeiras bandas de rock pesado do RS que foi destaque na MTV (Fúria Metal, com Gastão Moreira); 


* ser destaque em revistas nacionais e internacionais (como Top Rock, Rock Brigade, etc);


* realizar apresentações sempre com sucesso de público (chegando a públicos de mais de 6.000 pessoas); 


* divulgar internacional os singles “Gold in Arms” e “Fight!”. 



Após esse período, atuou em diversos projetos paralelos, bandas covers e participações especiais, até começar a trabalhar com áudio publicitário em 1998. 

Como produtor musical voltado à área de áudio publicitário, já realizou diversos trabalhos (jingles, spots, trilhas) para clientes como Azaléia, Springer, Souza Cruz, RBS, Gerdau, Goodyear e FIERGS. 

 

Foi um dos primeiros produtores a levar o conceito de marketing aplicado a DJs em São Paulo e pioneiro na introdução da e-music associada à linguagem circense. Como artista, apresenta-se com o projeto de live pa "Lounge TP".

 


Além disso, dentre seus trabalhos voltados à arte destacam-se: 

TEATRO INFANTIL

> Por um Punhado de Jujubas (co-produção e criação de Trilha Musical Original) para Cia Teatro di Stravaganza,  com direção de Adriane Mottola - Prêmio Açorianos de Melhor Trilha Infantil. 


> Caçadores de Aventuras (co-produção e criação de Trilha Musical Original) para Cia Alarde de Teatro, com direção de Paulo Guerra.



TEATRO ADULTO 

> Encontros Depois da Chuva (produção e criação de Trilha Musical Original) para Cia Teatro di Stravaganza, com direção de Adriane Mottola - Prêmio Nacional de Melhor Trilha Sonora Isnard Azevedo e Prêmio "De Norte a Sul" - Petrobrás - que rendeu apresentações por diversas capitais brasileiras. 

 

> Teus Desejos em Fragmentos (produção e criação de Trilha Musical Original) para Cia Teatro di Stravaganza, com
direção de Adriane Mottola - Indicação Prêmio Açorianos de Melhor Trilha Original.

> A Casa da Mãe Joana (co-produção e criação de Trilha Musical Original) Realização e Direção: Flávio Bicca.


> Circo Eletrônico (produção e criação de Trilha Musical Original) para Circo Teatro Girassol, com Direção de Dilmar Messias, indicada ao Prêmio Açorianos de Melhor Trilha Sonora 2005, tendo sido apresentada em diversas capitais como Porto Alegre, Brasília e Rio de Janeiro.


> Branca das Neves (co-produção e criação de Trilha Musical Original) Realização: Palco Habitasul, com direção de Flávio Bicca.



DANÇA E PERFORMANCES

> Ninfas da Loucura (criação, concepção e direção geral). Instalação Sonora (sound arts) apresentada na 3ª Bienal do Mercosul para mais de 9.000 espectadores.


> Colors (criação conceitual e criação de Trilha Musical Original) para Anette Lubisco Cia de Dança - Coreógrafa: Anette Lubisco, Prêmio Nacional (categoria música) Lucky Strike Lab - Trilha de Vanguarda.


> Espelho D´Agua (criação conceitual e criação de Trilha Musical Original) para Anette Lubisco Cia de Dança - Coreógrafa: Anette Lubisco.


> A Flor da Pele (edição de Trilha Musical Pesquisada) para Grupo Gaia - Coreógrafa: Alessandra Chemello.


> Não se pode Amar e Ser Feliz ao Mesmo Tempo (edição de Trilha Musical Pesquisada) para Grupo Gaia - Coreógrafa: Alessandra Chemello, recebendo vários prêmios Açorianos, incluindo Melhor Trilha Sonora.


> O Buraco de Alice (edição de Trilha Musical Pesquisada) para Grupo Gaia, Coreógrafa: Alessandra Chemello.

 

> Sexo, Máquinas e Rock'n'Roll  (Instalação Sonora/sound arts apresentada em 2007 dentro da Bienal B) e premiada posteriormente em projeto do Itaú Cultural.


> Mulheres Fortes em Corpos Frágeis (Trilha Musical Original composta para dança - Grupo Gaia).


 

DIREÇAO ARTISTICA

> Arvore da Paz (direção artística) Arvore de Natal Gigante montada no Parcão - em Porto Alegre/RS - pelo Grupo Sonae (BIG).


> Desfile Clarice Innig (direção artística e produção musical) Desfile de Moda realizado em 2004 no Santander Cultural.


> Festival Estudantil da Canção Nativista 2004 (direção musical para gravação de CD ao vivo) - Realizado no Parque da Harmonia, em Porto Alegre/RS.


> Congresso Internacional ABQTIC (Ass. dos Químicos e Técnicos da Indústria do Couro) Direção Artística e conceitual, realizado em Salvador/BA e em ano posterior em Foz do Iguaçu.

 

CINEMA

> Quando o tempo parar (Criação e produção de Trilha Musical e Desenho de Som).  Prêmio de Melhor Trilha Sonora no Festival de Cinema de Gramado.

 

> Segura na mão de Deus. (Criação de Trilha Musical tema).

 

Em 2005, Paludo amplia seu foco de atuação produzindo artistas de pop, mpb, rock, indie e metal (este um diferencial bem significativo, visto sua larga experiência nessa área e a carência de produtores desse gênero no RS). Produziu uma série de artistas (que podem ser ouvidos na seção discoteca desse site) incluindo parcerias com Arrigo Barnabé, Carlos Gerbase e Júpiter Maçã.

 

Com sua carreira solo, na área de lounge music, obteve grande êxito com sua faixa “Vermelho@a Libido” que além de ter sido premiada nacionalmente, figurou por semanas no TOP 5 do extinto portal FiberOnline (www.fiberonline.com.br), um mais importantes na história da música eletrônica do Brasil.


A faixa “Fim de Festa” – do projeto GET! do qual Paludo fez parte – figurou no TOP 30 do portal Vaga Lume (www.vagalume.com.br), de um total de mais de 500 canções inscritas. Além disso, a mesma faixa foi destaque no portal da gravadora Trama (www.tramavirtual.com.br/get!).

 

A convite do produtor musical Alessandro Tausz (responsável por inúmeros hits e álbuns de sucesso como o álbum debut da cantora Luka), Paludo produziu um remix para o artista Marcos d´Avila. De um total de 65 remixes enviados, apenas 6 foram escolhidos para figurar no promo Marcos d´Avila “Maria Gasolina Remixes” da Tausz Records, e o remix de Paludo está entre os escolhidos.

 

No concurso nacional Remixing Harry promovido pelo portal FiberOnline em 2005, Paludo ficou em primeiro lugar, sendo que a escolha se deu em duas etapas: por meio de uma curadoria especializada no assunto e, posteriormente, por votação popular.

 

Na área de áudio publicitário, Paludo compõe trilhas para grandes clientes como Grupo RBS – Rede Brasil Sul – Afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Sul, GERDAU, UNISINOS, UNIVATES, PUCRS, Azaléia Calçados, Springer, Transportadora DM, Kawasaki, Goodyear, FIERGS – Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, Souza Cruz, IGUATEMI, ADVB – Associação dos Dirigentes de Vendas do Brasil, USEN – Universidade Sebrae de Negócios, ABQTIC – Associação Brasileira dos Químicos e Técnicos da Indústria do Couro, CNDL – Câmara Nacional dos Dirigentes Lojistas, TIM, ALL – América Latina Logística, Fórum Social Mundial, Grupo SONAE, ELECTROLUX, ADP e Sociedade Brasileira de Pediatria.


Paludo já ministrou seu curso de produção musical em importantes instituições como ULBRA – Universidade Luterana do Brasil, PUC/RS, ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing, UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, além de palestras em diversos meios acadêmicos como por exemplo na UNISC – Universidade de Santa Cruz, UNIJUÍ, UNISINOS e UNIVATES.  Atualmente o curso é oferecido com exclusividade pela PUCRS (veja mais na sessão de cursos do site). O produtor possui, além da graduação em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda – extensão na área de Música Eletrônica Erudita, em curso realizado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestrado em comunicação social e atualmente está prestes a defender sua tese de doutorado sobre mito e música.


Foi também professor do IGAP - Instituto Gaúcho de Áudio Profissional, em Porto Alegre, lecionando produção musical no Nível III (mais avançado da escola). Conheça o IGAP em www.igaprs.com.br. 


No início da década de 1990, o produtor esteve a frente da banda de heavy metal Titânio, obtendo destaque nacional em veículos como revista Top Rock, Rock Brigade e MTV, além de destaque em países como Japão e Portugal.

 

Para citar alguns artistas produzidos por Ticiano, destacam-se: Derivados, Puerto, Bugio, Rodrigo Correa, GET!, Bruno Antunes, Gustavo Demarchi, Ragauê, Titânio, Os Caminhantes do Céu, O Fio, Vinícius Colling, Justina, etc. O produtor possui faixas lançadas nacionalmente e internacionalmente por selos como Tausz Music e Fiber Records. Produziu os álbuns “128Kbps” da banda GET!, “O que parece:” da banda O Fio e “Jornada da Transformação” do duo Os Caminhantes do Céu. Produziu, também, uma série de remixes e colagens sonoras exclusivas para a marca Converse/All Star. Tem músicas lançadas pela gravadora Lua Music e vendidas nos portais iMusca (Brasil), Juno (um dos portais mais respeitados de e-music do mundo em Londres), Born to Dance (UK), Release Records (Canadá), 3Beat Digital (UK), Amazon e iTunes. Possui, ainda, faixas à venda em importantes portais como Som Livre, MSN Musica e Yahoo.

 

Em julho de 2006 Paludo estreou uma coluna na revista Backstage (www.backstage.com.br), revista nacional de grande tiragem e circulação que é distribuída em todo o Brasil, sendo uma das revistas mais respeitadas do mercado fonográfico, com tiragem superior a 35 mil exemplares por edição. Escreveu na revista entre 2006 e 2010.

 

Recebeu o prêmio Born to Dance, o Oscar dos remixes e um dos prêmios mais importantes e respeitados do mundo e um prêmio de Melhor Trilha Sonora Nacional no Festival de Cinema de Gramado 2007 pela trilha do curta "Quando o Tempo Parar".

 

Sua monografia de conclusão do curso de bacharelado em Comunicação Social foi uma análise mercadológica e semiótica da carreira e trajetória do grupo de rock Kiss. No mestrado, analisou o que ocorreu com a música e a comunicação nó último século (estes trabalhos podem ser baixados na seção acadêmica desse site).